8 de set de 2009

Da saída à francesa



O poema rebelle
trançou-me os dedos
e saiu à francesa.
T. Prates





"O transe poético é o experimento 
de uma realidade anterior a você. (...) 
Tentar dizê-la é o labor do poeta."
[Adélia Prado]

17 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Très chic! : )

Às vezes,
é preciso mesmo
catarmos letras pelo chão
para que encontremos algum poema...

Beijo, amiga!

Escrevo Palavras e Choro Poemas... disse...

Amei seu blog!!

Lara Amaral disse...

Uma graça!
Beijos, Talita.

Paulo Rogério disse...

Do inusitado
As palavras despontam...
Muito lindo o seu blog, que espero diariamente 'espionar'!
Obrigado por nos brindar com o seu bom gosto, com os seus versos. E grato pela companhia!

BAR DO BARDO disse...

rebe
leão

Adriana Godoy disse...

O título e o texto fazem uma bela harmonia, com toques de humor. Muito bom. Beijo.

marjoriebier disse...

meniiiiina... antes de dar uma espiadinha aqui, estava transcrevendo esse trecho de Adélia para uma amiga. Que coisa bonita a sincronicidade dessa vida!

Besos

Cleyton Cabral disse...

Perfect! Saudades daqui... beijocas.

Talita Prates disse...

É, verdade, Re. Obrigada pela possibilidade de "desabafo" aquela hora... hehehe. Bjão, amiga.

"Escrevo Palavras e Choro Poemas...", qual o teu nome? Obrigada pela visita!

Lara, obrigada. Um bjo!

Obrigada pela visita, Paulo. Aguardo tua visita (só um aviso: não atualizo diariamente, mas geralmente às terças e sextas). Bjo pra ti!

Henrique,
REBE
LEÃO
REBE
LEOA.
Grata pela gentileza da visita. :)

Bjo, Adriana. Bom te ver por aqui, sempre!

Eeee, Marjorie! Viva a sincronicidade! (será que há propósito nela ou não passa de mera coincidência?!... mistérios... rs) Bjo grande.

Cleyton, saudade de ti por aqui! Bjão. :)

Hercília Fernandes disse...

Muito bom, Talita.

O poema ganhou asas. As palavras bailam entre os dedos, mas os sentidos alçam voos.

Muito gostei!

Beijos :)
H.F.

daufen bach. disse...

OLá Talita!

navegando em blogs de amigos que temos em comum, cliquei num link teu. que espaço bonito tens! poesia inteligente... elaborada! está realmente de parabéns!

adicionei-me como mais novo espião para não perder o caminho.

abraço a ti e linda semana.

daufen bach.

Marcelo Novaes disse...

talita,




Escapou assim por entre dedos, é?! Aquele que é anterior ao [sutil] labor, e à toda elaboração?!



Fujão!




:)









Beijos,







Marcelo.

Talita Prates disse...

Muito obrigada, Hercília, grande poetisa! Que os sentidos voem sempre!
Bjo carinhosíssimo pra vc! :)

Daufen, obrigadíssima pelas palavras tão gentis! Fico honrada com tua visita e com o fato de resolveres "seguir" o blog! Grande abraço pra vc tb!

Marcelo, fujão, fujão! E amado... rs. Bjo!

Ricardo Valente disse...

Curtinho e bom...

Nydia Bonetti disse...

E como se rebela o danado do poema... :) bjo.

Julio César Carvalho disse...

Adélia Prado dispensa comentários, Talita Prates tbm!!
Bjo!!

li disse...

é lindo o seu blog... aqui me sinto bem!

beijão Tá!

 
;