3 de jul de 2009

Da fase romântica



Ai, o que eu faço com esse romantismo incrustado que não me larga? que não me sara? que não me erra?
Não consigo pensar em outro tema para esse post a não ser ele...
Pois é:
o Amor.
Tanto sentimento.
Todo sentimento.

Todo sentimento...

Preciso não dormir até se consumar o tempo da gente.
Preciso conduzir um tempo de te amar,
Te amando devagar e urgentemente.
Pretendo descobrir no último momento
Um tempo que refaz o que desfez,
Que recolhe todo sentimento
E bota no corpo uma outra vez.
Prometo te querer até o amor cair doente, doente...
Prefiro, então, partir a tempo de poder
A gente se desvencilhar da gente.
Depois de te perder, te encontro, com certeza,
Talvez num tempo da delicadeza,
Onde não diremos nada;
Nada aconteceu.
Apenas seguirei
Como encantado ao lado teu.
(Chico, fodástico)

(Como eu escrevi num poema aos 16 anos:
"Eu amo...
Não sei mais o que
ou a quem.
mas amo.
E quero minhas estrelas de volta.")

Imagem: http://www.flickr.com/photos/viiveunaa1viida/3552250854/

12 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Creia no querer para que ele possa agir com todo poder.
Cadinho RoCo

Kenia Cris disse...

Quem ama está sempre com o rosto iluminado. Isso não é ruim! Bom te ver aproveitando a beleza do sentimento.

Julio César Carvalho disse...

Uau!!! Que fase hein!!
Como descrever sentimento...
Foto sensacional!!! amei!!

Bjão!!

Mateus Luciano disse...

presiso não dormir até se consumar o tempo da gente...
maravilhoso...... sua essência interior.

Raphael R Barbosa disse...

Simples. E fantástico!

Mahria disse...

Acabei de te encontrar. Oh encontro maravilhoso. Vou link e te seguir posso?
Eu tbm sou uma romântica, inveterada e incurável. E amo ser assim, a poesia me faz sonhar, viajar e esquecer as estrelas q eu perdi...

Bjs
Bom domingo

Talita Prates disse...

Obrigada, Mahria! Será uma honra. :)

Robson Schneider disse...

Ah amar é bom... o problema e quando fica só no singular...
Bjo

Bonito e interessante demais aqui!

Pequena Salamandra disse...

"Não se afobe não, que nada é pra já, o amor não tem pressa, ele pode esperar..."
Gostei da foto, gostei do blog...
Várias vezes na vida me peguei amando sem exister alguém para amar....só pelo simples fato de gostar ser amante...

A.C disse...

Olá
adorei seu blog!!!
e sobre o amor, creio q eu tbm sofra desse mal, ele me persegue...
bjos

pensar disse...

Amo muito tudo isso, mas q todo amor parta do amor proprio, para nao ser fuga nem desespero.
Que seja amor em transbordamento.
Bjs

Renata de Aragão Lopes disse...

Mas não é
o amor verdadeiro
que nos traz as estrelas?

*** *** *** *** *** ***

Logo, logo, Talita,
publicarei um poema a respeito!
Ele foi selecionado em um concurso e, por isso,
ainda não o posso divulgar.

Muito obrigada
pelas palavras
sempre tão carinhosas
lá no doce de lira.
Eu a considero
uma amiga! : )

Beijo.

 
;