23 de jul de 2009

Do parêntese


É, pois é.
Como eu disse em um post anterior: eu não tenho cura. Rs.

Quero fazer um parêntese nos posts poéticos, e indicar um filme, pode ser?
Ele já é até um pouco antigo (2007), muitos de vocês já podem ter assistido (eu mesma já vi há algum tempo), mas é tão lindo. Tão.
Depois de Amélie, arrisco-me a dizer que é meu "segundo" favorito. Rs.
E as canções?! E as canções, meu!!!
Por favor, assistam! rs. Vale a pena DEMAIS.


Deixo também o vídeo da música Falling Slowly, vencedora do Oscar de Melhor Canção.



Para ver a tradução, clique aqui.

Bom,
nos encontramos no próximo poema.
:D

6 comentários:

Leonardo Campos disse...

Xiiiiii,

Lavem esses filmes em que ninguém sangra, não explode nada e nem mesmo acontece um acidentezinho nuclear que seja.

Assim não dá. kkkkkkkkkkkkkkk

Vou procurar na locadora. Quem sabe a Aline vê comigo. Esses filmes servem pra isso.kkkk

Kenia Cris disse...

Vale sempre uma boa dica cinematográfica e o seu gosto para filmes não poderia ser mais perfeito! Tentarei encontrar essa pérola!

Beijo querida!

Renata de Aragão Lopes disse...

Também adoro
"O fabuloso destino de Amélie Poulain"!
E "Antes do amanhecer",
seguido de "Antes do pôr do sol".

Ainda não assisti ao que você indicou.
Anotarei a dica, querida!
Beijo e bom fim de semana!

Márcia(clarinha) disse...

Não assisti, acredita?
Pois vou reparar essa falha amanhã mesmo, suas dicas são maravilhosas.

Lindo findi, flor
beijos

Tata disse...

esse filme é demais, demais. tb escrevi sobre ele no meu blog, já há bastante tempo, qdo vi no cinema. e cada música, ai. poesia transbordando, delícia.

Gabriela disse...

É um dos meus filmes favoritos também. Não canso de ver. Mas é incrível como poucas pessoas o conhecem. Beijos!

 
;