28 de fev de 2012

Do vazio cheio


sobretudo quando tudo sobra 
na falta que verte e surpreende
feito balão colorido - que 
se não abrigasse um vazio cheio
não subiria para fazer brilhar 
olhinhos de criança
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
(sobre quê é seu poema?
eu não sei. foi por isso que escrevi.)


t. prates
Imagem daqui.

17 comentários:

Anne Viturino disse...

Nunca comentei aqui...
Mas queria deixar o registro do toque das tuas palavras em mim. E lembrei disso: ''A palavra é viva, mais penetrante que espada de dois gumes''... as tuas, eu sei que são.

Carina B. disse...

Escrevo porque não sei.


Mas sei que amo seus poemas e tenho muito orgulho de vc.
Um beijo, amiga-mais-que-querida.

Adriana Godoy disse...

Talita, e o balão dos sonhos sobe pra alegrar o coração de todos. Beijo

Fabrício Franco disse...

Poetisa,

Não há razão certa (ou errada, a propósito) para se escrever. Escrevemos. E se isso nos faltasse, o escrito que vem de você, aí sim o vazio seria muito mais pronunciável.

Beijos!

Adolfo Payés disse...

Un magnífico poema amiga.. ..


Un abrazo
Saludos fraternos..

Letícia disse...

Uma forma bonita de enxergar a felicidade através de olhos tão puros...|
Uma metáfora que ensina a alguns adultos a ver com a alma...


Beijo!

Le

V. Linné disse...

É. Poema só se faz esbugalhando interrogação.

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

também do pensamento o balão decola, nas viagens a que conduzem os teus versos... sempre e sempre!

(L)inda!

Alicia disse...

Ai, quanta lindeza.
Fico pensando que não sei como nunca pensei nisso...um balão que só sobe, desde que esteja cheio de vazios. Sou eu!
=)

Contradita disse...

Eu sei que esse poema é um balão fazendo a menina dentro do meu peito sorrir.

=)

Obrigada por libertá-la do meu julgo por esses instantes cheios-vazios-repletos.

Bjo

Solange Maia disse...

somos cheios desses vazios também...


beijo imenso

Poeta da Colina disse...

Até oz vazios tem propósitos.

Eduardo Trindade disse...

Às vezes pode passar o tempo, mas sempre volto aos teus poemas. Quentes e surpreendentes como o "vazio" de um balão que (se) eleva, e(n)leva os olhos da gente. Adoro-te, poetiza!

Sahara Higino disse...

Beleza pura, minha cara.

Alma Inori disse...

Muito lindo e lírico, carrega a pureza da infância...

Muita paz!

Deanna disse...

As almas prosearam e muito! Gostei muito desse lugar. Encontrei através do twitter. Ótima surpresa! Parabéns pelo cuidado com as palavras! Seguindo já. =)

Rachel Nunes disse...

Um balão que voa nunca está vazio.
Mesmo que seja com um aparente nada.

Beijos!

 
;