1 de fev de 2010

Da novidade

Tenho aprendido
a amar de um jeito novo,
a sofrer de um jeito novo,
a esperar de um jeito novo.
A ser humano com novidade.



“Aprende-se quando já não se tem como guia forte
a natureza de si próprio.
Lóri, Lóri, ouça: pode-se aprender tudo, inclusive a amar!
E o mais estranho, Lóri, pode-se aprender a ter alegria!”
(Clarice, em "Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres")

36 comentários:

Kenia Cris disse...

Que lindo Talita, e suave. Quase escuto esse poema na voz de alguém que amadurece com a novidade e reconhece o caráter efêmero das coisas da vida.

Lindíssimo, parabéns sempre!
Beijo-te com carinho!

[ rod ] ® disse...

Eu ainda assusto-me ao perceber que mesmo ao velho tema, mesma as velhas dores ainda há o que aprender. Ao amor entrego-me e penitencio-me. Sou dele e ao seu subjugo. Morrer ou ser agraciado é só mais uma etapa!

Bjs moça e veja só o que fizestes... acabei sendo menos dogmático que o de costume.r.s.

marjoriebier disse...

Clarice também:

O que trago de novo é esse antigo jeito de amar.

Um beijo, amora... boa semana (lindo-lindo)

Luciane Slomka disse...

Que coisa linda, minha amiga. Que seja sempre nova a tua leitura sobre a vida e sobre ti mesma. Porque a cada novidade que tu descobres, tu nos presenteia aqui com lindos poemas.
Um beijo com carinho!

André Limaxxx disse...

Eu tbm... o novo é diferente e o diferente é bom...E me aproximou de mim mesmo. Mas no começo é dificil. Mas é bom, mas...

Abraço!

Marcelo Novaes disse...

Talita,



Huummmm...



Okeio.







Beijo,








Marcelo.

Lara Amaral disse...

Novidade em todos os patamares
- parte de aceitar estar vivo.

Beijos, uma ótima semana para vc, menina!

Hercília Fernandes disse...

Adorei a escrita e o conjunto do post, Talita.

"Ser humano com novidade" é reinventar a existência em todos os momentos, sobretudo as coisas que envolvem os sentimentos. Nos diz Cecília:

"A vida só é possível reinventada".

Beijos,
H.F.

J.F. de Souza disse...

Afinal, há sempre novas formas de fazer essas coisas todas... ;)

=*

i ILÓGICO disse...

ao encontro de mim eu vou.
e quando me vejo, sinto que sou.
apenas sou.
e então me amo e amo quem eu desejo amar.
e me amo mais por ter o que dar.
(é só isto?)

bejos litinha, adorei!

Rafaela Figueiredo disse...

acho q recebi isto outro dia... =)

q aprendamos todos, flô, a sermos mesmos, renovando-nos...

beijo e abraço novos procê!
amor mesmo, mas - cada dia - novo ^^

Renato Hemesath disse...

Quando nos cansamos do mesmo, este é o trilho que nos guia, a possibilidade do novo.

;D
abraços, a sigo.
www.cinefreud.blogspot.com

Renata de Aragão Lopes disse...

É só assim
que podemos reformular
a história de nossas almas...

Um beijo, querida!
Lindos versos!

Franzé Oliveira disse...

O medo
Uma coisa invisível, não é?
Em seu íntimo o amor é assim
Uma ilusão invisível
É humano amar.


Beijos querida.

Priscila Rôde disse...

Cada dia que acorda já é uma novidade, que nós sejamos uma pra ela também. Como novos jeitos e amores.
Adorei.

Nilson Barcelli disse...

Ou tem aprendido a viver de um jeito novo.
E isso faz falta que aconteça a toda a hora, porque nunca aprendemos tudo.
Querida amiga, gostei das suas palavras.
Beijos.

Edith Janete disse...

Nunca imaginei, quando mais jovem, que aos 41 anos pudesse viver de tantos jeitos novos. Muuuito mais jeitos do que na minha mais tenra idade, onde pensava estar cheia de novidades.
Tu e Marjorie escrevem tantas coisas que me caem feito luvas...
Lindo!! Copiei e já espalhei!
beijoca

pensar disse...

Oi querida,

Muito bom mesmo, a vida eh o eterno aprender.
Bjs

Geraldo de Barros disse...

renovar o que nos cerca e o que somos, nos leva sempre além. Adorei o texto Talita, é isso aí...

Um abraço.

Talita Prates disse...

Kenia, que lindas e suaves tuas considerações! Fico muito feliz quando você vem e partilha comigo. Um bjão, querida!

*

Rod, moço querido: sim, mesmo com a velha dor há o que aprender. Sinta-se à vontade para ser mais ou menos dogmático, sempre que lhe aprouver. (rs). Bjo!

*

Mar, se ela diz! Rsrs. AMO as duas! Bjokas. :)

*

Luuuuuuuu, queridona! Que bom que gostou! Que bom que veio! Pode deixar: adoro partilhar esses presentes-descobertas. Bjo, linda!

*

André, mas "vamo que vamo"! rsrs. Nos permitindo o aprendizado. Bjo, viu?!

*

Novaes, dois! rs. Bjo carinhoso, querido colega!

*

Lara, docinho, obrigada! Bjo desses que estalam.

*

Hercília, querida, obrigada por me lembrar da Cecília - verso que sintetiza! Bjo grato, poetisa!

*

Talita Prates disse...

Kenia, que lindas e suaves tuas considerações! Fico muito feliz quando você vem e partilha comigo. Um bjão, querida!

*

Rod, moço querido: sim, mesmo com a velha dor há o que aprender. Sinta-se à vontade para ser mais ou menos dogmático, sempre que lhe aprouver. (rs). Bjo!

*

Mar, se ela diz! Rsrs. AMO as duas! Bjokas. :)

*

Luuuuuuuu, queridona! Que bom que gostou! Que bom que veio! Pode deixar: adoro partilhar esses presentes-descobertas. Bjo, linda!

*

André, mas "vamo que vamo"! rsrs. Nos permitindo o aprendizado. Bjo, viu?!

*

Novaes, dois! rs. Bjo carinhoso, querido colega!

*

Lara, docinho, obrigada! Bjo desses que estalam.

*

Hercília, querida, obrigada por me lembrar da Cecília - verso que sintetiza! Bjo grato, poetisa!

*

Talita Prates disse...

J.F., sim! Há sempre! Um bjo!

*

'Cos, você veio! Eu que adorei! Bjo-te, na paz.

*

'Fá-lóri, viu? Resolvi publicar aqui tb... Mas é isso que dá ser privilegiada na minha vida: estréia particular! Hehe. "amor mesmo, mas - cada dia - novo" (2). Bjo, linda linda!

*

Renato, às (muitas) vezes não é nem questão de "se cansar", mas necessidade. Obrigada por ter vindo! Um bjo.

*

Re, só assim! Que linda, querida! Um bjão, viu?!

*

Franzé, obrigada. Beijos outros.

*

Priscila, que bom que veio! E gostou! rs. Bjo.

*

Nilson, sim: é aprender a viver de um jeito novo. Que bom que gostou! Que seja um aprendizado possível. Um abraço!

*

Edith, quero estar nos 41 com a mesma impressão que você. Que seja uma aprendizagem contínua e duradoura. A Mar é um mar de significados e sentidos! Fico feliz que nossos sentidos alcancem a tua alma também. Um bjo, querida!

*

Ma (pensar), você aqui me fez feliz, viu?! Um bjo!

*

Valeu, Geraldo. Sempre avante e além! Abraço outro!

renata carneiro disse...

ah, o novo, anda ao lado do somar.

lindo tatá!
um beijo, bonita.

Marisete Zanon disse...

Ser humano com novidade basta...
esmaques pra ti

Contatos: disse...

ei, eu sei quem é essa moça, é essa também: http://velhosantiago.blogspot.com/2010/01/com-os-pes-no-chao-e-cabeca-nas-nuvens.html.

Note, a núvenzinha foi... passear..? Ela volta?

Caio Rudá disse...

Mas se o tempo passa não é com velhidade?

fred girauta disse...

“O novo não me choca mais / Nada de novo / Sob o sol / Apenas o mesmo/ Ovo de sempre / Choca o mesmo novo”

itamar assumpção

apesar da denegação dos "pés", tudo lindo aqui.

bjs

Mahria disse...

Eu também amo novamente, sofro novamente, espero novamente. Não desisto de viver.

Bjs
Mah

Taynara.Tah disse...

Quanta leveza encontro por aqui!
E quantas coisas sinto enquanto leio cada palavra.

Lindo blog.
Sigo você!

BAR DO BARDO disse...

N...O
O.V.O

No ovo o voo...

Beijo, my sweet Talita!

sopro, vento, ventania disse...

Querida, que lição de vida, né? É a vida que segue, sempre de um novo jeito, com muita coragem.
Um grande beijo,
P.S.: vê, estou mais quieta por conta de não estar dando conta de todas as contas (rs.).
bjs. Cynthia

Marcelo disse...

legal tchê

bjos

Samuel Pimenta disse...

Ser humano é estar desperto para uma vida de imprevistos, de surpresas, de novidades! Uns abraçam essa realidade e vivem felizes, outros repudiam-na e acabam amargurados!
ADOREI!

Um abraço,

Samuel Pimenta.

Fabio Rocha disse...

Eu também! :)

Beijos

Lai Paiva disse...

Que lindo Talita querida. Muito!!! Bjs

LLacerda disse...

vc escreve belissimamente!

 
;