23 de jan de 2010

Do poema a 4 mãos


a princípio,
quero entrelaçadas
às minhas as tuas mãos
: tato - olhar - silêncio
- a poesia que nos espere.


Para uma alma-poeta que é luz
e saudade urgente em mim.

40 comentários:

Kiara Guedes disse...

e como ela é paciente!... Amei.
Bjs

Rafaela Figueiredo disse...

florinha,
vc é mais modesta q poeta. mas isso não reduz - absolutamente q não! - a segunda categoria!
o poema falou o q tinha de ser dito: o resto... ficou pro tato - olhar - silêncio.

ficou lindo, boba! :)

beijobeijo
(L)

Jackie Kauffman Florianopolis-SC disse...

Que coisa mais linda! O entrelaçar se torna poesia, por isso ela pode pode esperar.

Franzé Oliveira disse...

Tudo isso é poesia
tato, olhar, silêncio...
Belo.

Beijos menina doce.

José Carlos Mendes Brandão disse...

A poesia existe quando uma alma se encontra com a outra.
Beijo.

Caio Rudá disse...

Que nos espere ou nos acompanhe...

Wania disse...

Talita

A poesia não espera...ela já se faz na hora em que as mãos se encontram!


Amei teu poemeto, que de pequeno não tem nada!

Bom domingo,
Bjsss

Lara Amaral disse...

Ela espera e caminha ao seu lado.

Beijos.

renata carneiro disse...

os sentidos que aprendam a intensidade do verbo esperar e que se deliciem na luxúria do verbo querer.


um beijo, minha querida bonita!

Renata de Aragão Lopes disse...

mãos entrelaçadas
tato - olhar - silêncio:

a poesia já se fez...

lindo, Talita!
muito lindo!

André Limaxxx disse...

o dominio do poeta sobre a poesia... Abração!

li disse...

gosto tanto das imagens das tuas palavras...

Lai Paiva disse...

Poesia linda. Como sempre!!! Bjs querida.

Lou Vilela disse...

A poesia já estará nas entrelinhas.

Beijos

lírica disse...

Lindo Talita!
bj

Julio César Carvalho disse...

Dá pra comentar alguma coisa?
Perfeito!!!
Que foto maravilhosa!! Gostei demais!!

Bju!!

Marjorie Bier disse...

Ah,a Clarice...

Corro perigo
Como toda pessoa que vive
E a única coisa que me espera
É exatamente o inesperado

Loviu, chuchu da minha hortinha!

=***

Nydia Bonetti disse...

Pura poesia... Coisa mais bonita, Talita!!!

Beijos.

Marcelo Novaes disse...

Talita,




Delicado Tear, Dear.




Beijos,













Marcelo.

J.F. de Souza disse...

poesia
a quatro mãos

fundida
em um

amor

J.F. de Souza disse...

Poema iluminado. Pra se fundir com essa alma de luz... =)

=*

Gisa disse...

Lindo poema Taita, seu blog é um show ! já estou te seguindo.

bjs

! Marcelo Cândido ! disse...

Simples e dominante!

Adriana Godoy disse...

Talita, lindo mesmo. Bom voltar aqui. Beijo.

[ rod ] ® disse...

Quando o desejo se consome a poesia emana por si só história. E se não se consome? emana sua sina.

Bjs moça!

A Moni. disse...

Deliciosa certeza das composições que estão por vir...

Sentidos - ou ausência deles - abençoados pela poesia. Isso é irretocável!

Lindo, Talita...

Beijos!

Me permita disse...

Lindo blog, lindo poema! O amor em todos os sentidos! Bjo!

Ianê Mello disse...

Lindo poemeto!

Parabéns.

Bjs

renata carneiro disse...

recebi sim, boniteza.
qualquer hora nos falamos por lá também.

beijos!

romério rômulo disse...

talita:
te encontrei na maria clara e passei pelas suas fotografias.
romério

Nayara .NY disse...

Poeta de alma, de sangue, de gritos, de silêncio, de veludo!

Lindo!
Bjos

fred girauta disse...

que boniteza tudo aqui.
um deleite...

Cleyton Cabral disse...

Tão bem visitado teu cantinho. Também pudera! Poesia com alma... beijos.

Rafael disse...

Belo poema, e o seu blog é lindo, muito bem feito!
Bjs

Paulo Rogério disse...

": tato - olhar - silêncio
- a poesia que nos espere."
Bem, quem ousará discordar de você?
Beijos!

Lisa Alves disse...

a poesia reina na solidão e até mesmo quando tentamos o livramento dela. No "amor ou na dor" a arte de brincar com as palavras é um vicio. E vc é otima nisso! :)

BAR DO BARDO disse...

Amorável. Ai, o amor!...

El Drac disse...

Belo poema, Darío fez-me lembrar quando ele foi para atender tranquilamente com sua lira musas luto. Um beijo, muito bonita

Mahria disse...

A poesia que nos espere. Perfeito amore. Alguém ha de esperar, nem que seje ela...

Bjs
Mah

Samuel Pimenta disse...

Arrepiante!

 
;