30 de nov de 2009 40 Declarações de outras almas

Das 10+1 sílabas


Conto as sílabas poéticas nos dedos
lendo antes um soneto de Camões;
uma sílaba, ora, a mais não é pretexto
pr'eu mudar as minhas grandes pretensões.

De Bocage e de Bilac os sonetos
devorei, atenta às rimas e orações;
uma sílaba, ora, a mais não é defeito
pr'um aluno que tem boas intenções.

A bê á bê a bê á bê já cumpri;
falta agora só cê dê cê cê dê cê
(isso é a coisa mais louca que escrevi!).

É por isso que, aos mestres que já li,
eu renovo meu respeito: namastê!
E a você, leitor: relaxe, pode rir!
t. prates



> Ao mestre Bardo, com carinho.
>> Porque o primeiro soneto a gente nunca esquece (rs).
29 de nov de 2009 16 Declarações de outras almas

Do interlúdio fotográfico


Caros leitores,

estou sem muito tempo para atualizar o blog,
haja vista a correria de final de semestre
(termino agora o 2º ano de Filosofia!,
além dos compromissos profissionais...).
Mas gostaria de partilhar com vocês essa foto do meu afilhado "delicioso",
Eduardo Luis, que está com 6 meses,
tirada por mim na última sexta-feira.

"Deve ter alamedas verdes
a cidade dos meus amores
e, quem dera, os moradores
e o prefeito e os varredores
e os pintores e os vendedores
fossem somente crianças."

(A cidade ideal,
Os Saltimbancos,
Chico Buarque)

Outras fotos, aqui.
21 de nov de 2009 34 Declarações de outras almas

Da humanidade minúscula


o que é a Vida
senão o que tu experimentas na sucessão das tuas vivências?

o que dizer sobre o Amor
senão das quedas e glórias que enredam as histórias dos teus amores?

o que buscar como Belo
senão ao que faz os teus olhos marejarem em êxtase?

qual é a Verdade
senão as tentativas de uma busca autêntica de significar tua existência?

onde está a Felicidade
senão nos momentos em que teu coração encontra paz?


(Intrigam-me as palavras com letra maiúscula que aludem a existências maiúsculas:
Amor - Belo - Verdade - Felicidade - Vida - e tantas Outras.
Maiúsculas tentam-nos ao inferno da comparação - e da constante insatisfação.
Maiúsculas fazem-nos, miticamente, idealizar.
Em busca das maiúsculas,
corremos o risco de negligenciar o que é ordinariamente nosso, mediocremente nosso, fatualmente nosso. Mas nosso.)

Imagem: Steve Adams

>>> Dedico essa reflexão a Adriana Tannus.
14 de nov de 2009 36 Declarações de outras almas

Da evanescência



Terei um dia conhecido
teu vero corpo como hoje o sei
de enlaçar o vapor como se enlaça
uma idéia platônica no espaço?
(Drummond)
10 de nov de 2009 32 Declarações de outras almas

Do que preenche



conforta
o abraço
o que a palavra,
com força,
apenas tateia.
t. prates

Imagem daqui.
4 de nov de 2009 28 Declarações de outras almas

Da prece herética

Arrisquei uma oração pro Deus
que está no céu
(que vai do céu da minha boca
à boca do seu vão),
e pedi a Ele que:

- Não a escutes, Senhor de cima;
ela quer, pelo excelso da Tua voz,
ficar surda ao som ordinário
que chega - nítido! - aos seus ouvidos.

- Não lhe fales, Senhor de baixo;
ele quer, pela surdez complacente da Tua piedade,
uma combinação encantada de palavras
que chegue - pronta! - aos seus lábios.

- Não lhes conheça, Senhor sem lados;
eles querem, pela onipotência do teu Ser,
não-serem por si próprios,
esperando de Ti o que já deste.

Querer ouvir a frase pronta do que se é:
isso é questionar
a destreza de Tuas mãos.

(Amém).
t. prates


"Transcender é uma transgressão.
Mas ficar dentro do que é,
isso exige que eu não tenha medo."
(Clarice, em A paixão segundo G.H.)

Imagem daqui.
 
;