10 de nov de 2009

Do que preenche



conforta
o abraço
o que a palavra,
com força,
apenas tateia.
t. prates

Imagem daqui.

32 comentários:

Lai Paiva disse...

Poucas pessoas conseguem dizer tanto em tão poucas palavras.... Talita, querida, vc é incrível. Uma grande poetisa. Bjs

Kenia Cris disse...

Maravilhoso Talita! Simples e profundamente significativo. Só quem conhece um abraço verdadeiro pode sentir isso.

beijo carinhoso1

Tay'' disse...

Adorei seu blog,
too seguindo
bjus ;*

Pedro Paulo disse...

É; concordo em parte, pois como já te disse, as palavras e os sentimentos impalpáveis têm papel importante nessa comunhão que vai
resultar no conforto.

Vejo muitos abraços vãos.

É preciso sentir, senão não há conforto.

E o sentir é tão...

Beijo, bom dia pra você. =)

Pedro Paulo disse...

Complementando: mas como a Kênia disse, quando se conhece um verdadeiro abraço... Esse sim transcende! hehe.

=)

Tiago F. Moralles disse...

Tateia e tapeia.

marjoriebier disse...

Tateando as estrelas distraídas, cherrie...

Franzé Oliveira disse...

Parece alguem que conheço(rsrsrsr). Dizer tudo em poucas palavras. Lindo.

Bjos com carinho.

Caio Rudá disse...

Bem que poderia se chamar "Da síntese".

Talita Prates disse...

Lai, que eu viva MUITO o que o meu pouco/muito diz. Você é muitíssimo gentil e querida, viu? Obrigada mesmo. Um ABRAÇO!

Kenia, que bom que gostou! Espero que todos aqui conheçam o poder desse abraço. Um ABRAÇO!

Tay, sê bem-vinda! Abraço-te, já. :)

Pedrinho, mas eu falo Do Abraço! Do Abraço preenchido, sem vão! Esse sim, prescinde da palavra e a transcende! ABRAÇO, querido.

Ti, tapeia mesmo, quando quer. MACROAbraço pra vc.

Marjorie, cherrie bonita, abraço-te! :)

Franzé, parece? rs. Muito feliz em te ver por aqui. Abraço!

Caio, bem que poderia mesmo! Abraço pra vc, psi.

Luciane Slomka disse...

Talita...eu amei! Acho que na nossa profissão temos momentos em que percebemos isso nitidamente né? Que não tem palavras que confortem ou mostrem mais compreensão do que um toque, um abraço. Nossos blogs são uma tentativa de carinho para nós mesmos e para quem nos lê, mas acho que nunca é o suficiente e- ainda bem - nunca vão substituir o calor de um abraço, do toque.
De qualquer forma, espero que tu sinta, com minhas palavras, o enorme carinho que te envio...
Lindo mesmo!
Beijos

Lara Amaral disse...

O que falar?

Confortei-me tanto com suas palavras. Mas não irei contra o que vc disse: o abraço é bem mais singelo.

Lindo, lindo!!!

Beijos.

Renata de Aragão Lopes disse...

LINDO, Talita!

E Lara Amaral
acabou de registrar
lá no doce de lira
um comentário interessante.
Este seu poema,
realmente,
parece consolar o meu...
"Do que preenche"
a vedar o vão
da imagem que ilustra
meu "B.O."

Desta vez,
acho que dialogamos
sem saber! : )

Um abração!

Lisa Alves disse...

Apenas um gesto, mudaria meio mundo! :)

Rafaela Figueiredo disse...

que lindo!!! [sei: não é novidade u_u ]

às vezes, a palavra tb é lã pelúcia seda couro e até flanela... e abriga bem.
[o]abrigada! :)

beso

Marcelo Novaes disse...

Talita,



Caloroso.



:)





Beijos,








Marcelo.

sopro, vento, ventania disse...

Oi, Talita querida, veja: eu já penso na palavra chegando "pra quebrar tudo" (força total total, até, para o acalanto).
Mas, mas... um abraço, gente!, que falta que faz. COMOFAZFALTAUMABRAÇO! E seu poema me disse disso: dessa falta de algo tão essencial para que possamos semear palavras mais doces.
Um beijo grande em seu coração e tudo, absolutamente, tudo de bom.
Cynthia

Rafaela Figueiredo disse...

by the way: adoreeeei aquele 'negocinho' de logos, ali do lado!
é novo?! não havia reparado.

o/

Caio Rudá disse...

Psi? Ai que honra, hehe. Beijos pra você, psi de verdade.

lírica disse...

Muito bom Talita!
Bjinho

Talita Prates disse...

Lu, nossa profissão (preciosa!, modéstia à parte... rs) escancara isso diante de nossos olhos!
Não sei quanto à tua linha de orientação teórica, mas às vezes eu abraço SIM meus pacientes: sei que pode significar uma tentativa "paliativa" de preenchimento, mas também sei, por experiência, que faz diferença (às vezes VITAL - haja vista que trabalho com pacientes ambulatoriais, muitos em situações de crise) na vida de algumas pessoas.
Sinto-me abraçada com teu carinho, querida. ABRAÇO outro!

Lara, se te conforta, me conforto também (ainda que seja "pouco")! Abraço, querida. :)

Re, como registrei lá no "Doce...", fico honrada com nossa sintonia! Abraço forte, amiga!

Sim, Lisa... pelo menos o NOSSO mundo/particular mudaria, quase inteiro. Abraço-te, e te desejo mudanças!

Sim, Rafalóri, não nego. Mas é aquém. abrazos, niña...
Ahh, o "logos" é lance novo sim: coloquei essa semana... rs. Atenta, vc!

Marcelo, grata por vires. Abraço!

Sim, Cynthia: um abraço caloroso planta palavras doces. É essencial, como disseste. Abraço-te!

Caio, psi, desde já! rs

Lírica, obrigada! Abraçinho. :)

Luciane disse...

Cada vez mais me dou conta de que independente da linha teórica, muitas vezes não ha nada mais terapêutico do que um abraço. Eu tambem abraço muito...:)
Beijão!

renata disse...

eu queria morar num abraço...
beijocas, queridona!

Nydia Bonetti disse...

meu braço tem fome de brisa
quero voar!

meu laço tem fome de briga
quero vencer!

o meu abraço tem fome de abraço
quero viver!

beijos, talita!

sopro, vento, ventania disse...

Ta-li-ta! Palavra "é fogo que arde sem se ver". E essa tua aí, tão bem delineada, tão poeticamente construída, suscitou muitas coisas, muitas coisas nesse minha cabeçinha aflita por coisas outras. Estou aqui, a evocar os abraços (os que deixei de dar, os ainda por dar) e fiquei com a política do acolhimento (não só ao outro, mas a mim que me abandono, às vezes, até - e talvez principalmente - pelo outro). Coisa de, até, quem sabe, procurar uma análise (rs.). Mas é sério: palavra boa também causa dor/horror/mistério. E planta sementes várias. Adorei seu texto. E, quase esquecendo-me de novo: também sou sua fã e adoro seus textos!!!!!!!!!!
beijos grandes, meu carinho e, ainda, um muito obrigada especial por ter-me feito lembrar de mim.
Cynthia

Edith Janete disse...

Forte abraço pra você!
Siiiim, claro que abraço também meus pacientes. O abraço e um olhar de "suporte" acolhimento são muito importantes. Pode até ser significado de um "pegar no colo", e,se isto for necessário, que o seja feito!Não significa que este colo será eterno, mas pode simbolizar que "pode confiar, aqui tem um lugar onde o crescer dói menos!".

Hneto disse...

Saudações poéticas!

Talita Prates disse...

Lu, viva o abraço tão terapêutico!

Re, bonita, que delícia de morada!

Nydia, que bonito! Fome de abraço!

Cynthia, isso é grave (mas como acontece!): nos abandonar pelo outro. Análise? Eu faço (= sou analisada!). E é muito importante pra mim. Tem feito diferença ENORME na minha existência. Eu que te agradeço pela presença sempre constante e gentil. De coração.

Edith, vc veio! :)
O abraço que simboliza! É verdade! E simboliza com mais força que a palavra!

Hneto, saudações! Obrigada por vir!

A/EM VOCÊS,
MEU ABRAÇO APERTADO!

Hammelinn disse...

Que bueno venir a visitarte
¡Qué interesante! tu Nota
muy buena
un abrazo
Fede Hammelinn
Pd: Hasta Pronto...

............

ALEGRÍA DEL MAR :

Esta é a hora cósmica,
a hora desenfreada do Oceano!
O pulmão negro
sopra os furacões de cores escuras.
O sol abre nas nuvens grandes portas azuis
com suas mãos de fogo.
O vento retorce os mastros
e faz gritar as quilhas e as proas
com vozes resinosas e escaldantes.
Alegria do mar! Alegria do mar! Alegria do mar!
Entre todo o tumulto palpitante da água
entre as ondas ébrias, entre os ventos ásperos,
frente às rochas acres e às ilhas amargas,
meu coração dança sobre a nave
dança na imensa música com suas paixões livres!

CARLOS SABAT ERCASTY (Uruguay, 1887 - 1982)

Paulo Rogério disse...

O abraço precede e como que também reinventa a linguagem...
Abraços, Talita!

Fabio Rocha disse...

Conciso e perfeito. Seus poemas tão cada vez melhores...

Leio Quintana em ti, Leminski, Drummond, e, com sorte, um pouco de mim... :)

angel disse...

Talita,

disseste muito bem: um abraço vale por mil palavras.
angel

 
;