2 de mai de 2009

Da Cabeça


Da cabeça de Zeus nasceu Atena.
Na minha, os pensamentos lutam e sofrem e gemem tal dores de parto.
Parto adiado.
Deusa nenhuma é parida.

(Há somente o kháos primordial...)
Zeus, deus, no Olimpo.
Eu, humana, na cama.

Talita Prates

7 comentários:

iilógico disse...

mito.
minto quando omito
que me usas,
quando és musa,
ó erato.
anda,
levanta.
um passo.

Kenia Cris disse...

É não tem jeito, você é mesmo um caso incurável de poesia.

Beijo apertado pra vc Talita!

Rosangela disse...

O caos...E por aqui o Kaos...

Beijos poéticos...

ChulapA disse...

otimo poema
e o blog tb
mt bom
meus parabens, mt caprixado
:D

Jessica Moraes disse...

demais! adorei a finalização.
beijos

Cleyton disse...

Eu, Deus de espada em riste, ereto. hehe
Amei o layout do teu blog. Apareça mais vezes. bjs

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito criativo!
Adorei!

 
;