15 de jun de 2011

Do quase-surto quase-cartesiano


penso, logo piro.
(E não descartes 
o oposto
: e pensar que a gente pensa 
para não pirar
e provar que
existe!)

t. prates


Os deuses são deuses
Porque não se pensam.
[FernandoPessoa/RicardoReis]

12 comentários:

Fabrício Franco disse...

Gosto de chegar aqui antes. Antes dos mais argutos, dos mais brilhantes, dos mais cheios de viço. Egoísmo, talvez. Necessidade de ser notado, provavelmente. Mas sobretudo pela ideia, ainda que torpemente inocente, de que serei lido por você...

Depois desse introito besta: adorei o jogo de palavras. Aliás, é sempre um jogo ganho para você e sua inteligência, a cada nova visita aqui.

Beijo, com carinho!

Iara - Filha do Céu!!! disse...

Amei. Sabe Talita que me parece que estou olhando no espelho! kkk

Alicia disse...

Ai, Talita.
Tô numa semana difícil de me aturar. Crise existencial das bravas.
Tô pirada de tanto pensar.
Conhece alguma faxineira de pensamentos?

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

ai, florinha,
pura piração mesmo!
dependendo do compasso do pensar...
[pena que pensamento não é reta.]

beijo
(L)

Camila Lourenço disse...

Boto fé.

J.F. de Souza disse...

Da série "eu queria ter escrito isso". =)

=*

Poeta da Colina disse...

Talvez ele exista antes da gente

Adriana Godoy disse...

Penso, logo desisto...Beijo

Lara Amaral disse...

Também desisto, rs. Afinal, só quando não se pensa, se deixa fluir, é que se sente vivo.

Beijo.

Franzé Oliveira disse...

Para o peito dos sofrimentos dos homens.
Tudo é noite.

Beijos.

Priscila Rôde disse...

Pirei agora! Você é show, Talita!!!!!!

Felicidade Clandestina disse...

maravilha dona moça!

 
;