1 de jun de 2009

Do infinito



A palavra falta.
Falha
Escapa
E
s
c
o
r
r
e

Esmorece

Engana
Escasseia.

Em meu peito,

o sentimento transborda.
Sobra.
Inunda.
Entorna.
Extravasa.
Verte,
infinito.


>> Para ele, de novo.

T. Prates

26 comentários:

R.Vinicius disse...

Bonito. Inteligente. Gostei. "Infinito são os versos." O restante, que seja eterno enquanto dure.

Abraço,

R.Vinicius

Joéliton dos Santos disse...

Oi,,

Gostei muito....muito lindo!!!!

Tenha uma ótima terça!

Kenia Cris disse...

Sei bem como é isso que você está sentindo. Há algumas ocasiões na vida em que a gente tem plena certeza de que poderia viver de silêncios e olhares. As palavras são supérfluas as vezes.

(Tou sumida dos comentários mas tou sempre espiando, pode ter certeza... estive ouvindo sua poesia sonora... quero maisss! Beijo carinhoso!)

i ILÓGICO disse...

t
r
a
n
s
b
o
r
d
o...

de emoção ao ler e ver que você sente taaaannnnto.

bju-te

Talita Prates disse...

Hahahahahahaha
Marcosss, o mundo transborda!
Paz!

Renata de Aragão Lopes disse...

Dos que li, é seu poema mais lindo!
Pelo que diz e como diz.

Para ele, de novo?
Que ele faça por merecer cada gota de seu sentimento... E o retribua em igual medida.

Beijo pra você, Talita!
E obrigada por sempre visitar minha confeitaria!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Talita,

Senti essa sua falta e doeu...

Lindo!

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

O Profeta disse...

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

Eu disse...

Que delicia este teu Blog!! Adorei ter chegado até aqui. Quanto sentimento e quanta doçura!
Um amor que transborda!
Beijo grande
Elida

Amanda Goulart: Jornalismo em tempo real disse...

Gosto de poucas palavras que expressam verdadeiros sentimentos.
Gostei muito de conhecer seu espaço.
Grande abraço.

A.S. disse...

Talita...

Deixa que as palavras transbordem... liberta todas as silabas!...


Beijos...

Margarida disse...

estou de volta*


sempre bonito ! (gosto do jeito com que brincaste com as palavras!)
beijinho, querida. (:

Adriana Godoy disse...

Adorei esse poema escorregadio e transbordante. Bj

meus instantes e momentos disse...

não falo nem pelo post em si, mas pelo blog inteiro. Pelo conjunto da obra. Muito bom. Gostei daqui.
Tenha uma feliz noite.
Maurizio

Kenia Cris disse...

Oi Talita, sou eu de novo. Tem outro selo pra vc, dessa vez vindo do Poesia Torta. Passa por lá pra pegar se quiser. Beijo carinhoso. Se cuida!

Aprendiz disse...

Então não fale! ;)
Curte o momento!
Beijo

Talita Prates disse...

Tenho que falar!
É essencial pra mim! rs
Então, faço ambos: sinto e falo.
:)
Obrigada pela visita!

renata disse...

palavras, palavras.
abrem espaço.
pequenos prazeres.

=))

Cleyton disse...

Que lindoooo1 amei o:
E
S
C
O
R
R
E
E essa imagem linda? tenho ela, roubei fo fooound! beijos

Sentilavras disse...

Q lugar gostoso aqui!

Nathália disse...

Quanto mais precisamos das palavras, mais elas
e
s
c
o
r
r
e
m.

Por que, hein?

[ rod ] disse...

O sentido é sempre tão amplo... capaz de em vertentes transbordar.

Bjs moça,





Novo dogMa:
históRias...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Nayara .NY disse...

Liberte o infinito de palavras que existe em você!
Sempre!
Porque para mim é uma honra sentir um pouco delas...

Bjos

* Bela* disse...

"...Escrevo porque não sei dizer e não sei viver sem escrever o que me preenche, o que me esvazia do excesso, e o que me completa nas lacunas..." [Trecho de um texto meu!]

Transborde sempre de amor e de emoção e se esvazie do que te incomoda, do que te machuca, do que não te nota!
Viva de excessos de felicidade, que viverás muito mais....

BjUu =)

[Deixe sua marca no meu blog!]

Renata de Aragão Lopes disse...

Voltei para dizer que gostei muito dos seus versos colhidos, regados por fotografias. Um encanto de trabalho! Que das sementes, surjam flores...

pensar disse...

Amei tuas poesias.Vou te adicionar para nao perder tah?
um abraco Mari

 
;