23 de mar de 2009

Paulo Leminski - Inutensílio

8 comentários:

Tainá Facó disse...

Nunca parei pra pensar em como seríamos sem a poesia. Mas eu, tenho certeza, não viveria. Pois me alimento dela. Lindo, muito lindoo seu cantinho.

MEU BEIJO!

Diana disse...

olá, passeando por alguns blogs, encontrei o seu! Vejo que temos gostos em comum.. Psicologia, Filosofia, Poesia.. rs
Adorei o seu cantinho, voltarei mais vezes...

Beijos !

Fernanda Padulli disse...

Olá, adorei seu blog, de verdade, vi que possuimos muitas coisas em comum, e o melhor, sensibilidade, e isso é tudo, acho que isso nos faz sermor mais felizes, por possuirmos sentimentos verdadeiros, mas tbem nos faz vulneraveis, por termos eles a flor da pele sempre...rss!! Serei visita constante sempre...Bjo grande!!!

Ana Silva disse...

Ola, gostei do teu blog. e obrigado por seguires o meu... ;) Já vi que gostas de poesia e mais ainda, de Fernando Pessoa, um dos maiores poetas e escritores portugueses de todos os tempos... Bom gosto... :D
Bjinhos.

Filipe M. Vasconcelos disse...

Que vídeo fantástico... o Leminski é ótimo... E devo concordar.. se um dia a poesia tiver um por que ela deixará de ser poesia..!!

Solange Maia disse...

É isso aí...
A poesia é porque é, sem mais porquês...

Sintático e belo.

Amei, viu ?

Beijo especial,

Solange

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

Diogo disse...

Belíssima homenagem! Gostei muito desse post! Bjs

Luciane disse...

Olá! Vi que tu visitastes meu blog e passou a acompanhá-lo então eu vim retribuir, e gostei muito! Ainda mais vendo o Lemninski por aqui! Voltarei e te seguirei! :)

 
;