12 de mar de 2009

Das cinzas



Ela tinha um desejo...

Mas por medo o prendeu nos dedos...
Segurou tanto... que ele morreu.
Chora menina...por dentro, que ninguém te vê...
Canta menina,
Se aproxima o dia da libertação...
Recebe as cinzas, celebra a conversão...
Do cinzento no vermelho paixão.
Da pele fria na fogueira de amor e dor...
Diego Fernandes

Nenhum comentário:

 
;