10 de fev de 2009

Emergência


Quem faz um poema abre uma janela
Respira, tu que estás numa cela
abafada,
esse ar que entra por ela.
Por isso é que os poemas têm ritmo
— para que possas, enfim, profundamente respirar.

Quem faz um poema salva um afogado.
Mário Quintana

2 comentários:

Raiane disse...

Gostei do que escreve..estou em um momento muito dificil na minha vida e encontro no que vc escreve algum conforto..visite meu blog..

Chris disse...

Lindo, sou apaixonada por Mario Quintana, não lembrava dessa.

Bjs e ótimo dia pra ti.

Chris

 
;